Quarta-feira, 23 de Janeiro de 2019

Buscar  
Brasil

Publicada em 11/01/19 às 08:21h - 21 visualizações
Professora aposentada é presa por fraudar previdência social
A mulher recebia aproximadamente R$ 25 mil

Rádio Cultura dos Palmares


 (Foto: Rádio Cultura dos Palmares)

Uma professora aposentada foi presa pela Polícia Civil de Pernambuco por estar fraudando a previdência social. Teresa Maria Vasconcelos Melo, de 64 anos, estava recebendo o benefício destinado à mãe dela, já falecida. O valor era  quase R$ 25 mil, equivalente à aposentadoria da mulher mais a pensão que recebia do marido, que era delegado. Para continuar recebendo a quantia, a suspeita apresentou documentos falsos como prova de vida da mãe

O crime foi identificado pela Fundação de Aposentadorias e Pensões dos Servidores do Estado de Pernambuco (Funape), da Secretaria de Administração, que desconfiou da situação e procurou a polícia para fazer a denúncia.

Apesar de Eleonor Vasconcelos Melo ter falecido no último dia 19 de outubro, a filha  recebeu a quantia de quase R$ 25 mil do mês de outubro. Após tomar conhecimento do falecimento de Eleonor, a Funape bloqueou o benefício, mas, mesmo assim, nessa quarta-feira, (9) Teresa foi à sede da fundação, no Derby, área central do Recife, com uma procuração pública tentando desbloquear o benefício. 


Funape, então, acionou a polícia, que prendeu em flagrante a aposentada pelo crime de estelionato previdenciário. A pena é de de 1 a 5 anos de prisão e pode ser acrescida de mais um terço por o crime ter sido cometido contra um órgão público. De acordo com a delegada titular da 1º Delegacia de Polícia de Repreensão ao Crime Organizado (DPRCO), Viviane Santa Cruz, a polícia vai investigar os cartórios e os funcionários onde os carimbos e assinaturas foram obtidos. “Faremos diligências a esse cartório para saber porque e como esse documento foi emitido, e vamos averiguar qual é a responsabilidade do cartório na emissão desse documento.”

Segundo a presidente da FUNAPE, Tatiana Nóbrega, Teresa teria direito a receber uma parcela do mês de outubro e uma parte do 13º, se tivesse recorrido pelos meios legais. “A FUNAPE teria que fazer um cálculo em relação ao mês de outubro, até o dia do óbito, e também a proporcionalidade do décimo-terceiro. Já oficiamos o banco para podermos fazer o levantamento desses valores.”



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário



81 9 9898-7801

Peça sua Música

  • keke
    Cidade: Recife
    Música: Muito Romântico - Roberto Carlos
  • keke
    Cidade: Recife
    Música: Alguma do Conjunto Alcano
  • keke
    Cidade: Recife
    Música: Outra Vez - Roberto Carlos
  • keke
    Cidade: Recife
    Música: Alguma do Conjunto Alcano
  • sandro
    Cidade: MACEIO
    Música: MULHER INGRATA
  • sandro
    Cidade: MACEIO
    Música: MULHER INGRATA

Parceiros

Copyright (c) 2019 - Rádio Cultura dos Palmares - Todos os direitos reservados