Terça-feira, 22 de Outubro de 2019

Buscar  



81 9 9823-8994

Peça sua Música

  • ramiro caetano
    Cidade: suzano sao paulo
    Música: divan com roberto carlo
  • Mayos
    Cidade: Diadema
    Música: Me Deixa te Amar - Carllos Passim
  • SILVIA ROSÂNGELA DE ALMÊDA OLIVEIRA
    Cidade: Recife
    Música: Arautos do rei-tenho paz
  • Paulo Jacelo da Silva Melo
    Cidade: São José dos campos-sp
    Música: O amor é tudo
  • Marcio santos
    Cidade: Belém
    Música: Wesley Moraes - No controle de Deus
  • Marcio santos
    Cidade: Belém
    Música: Belém
Brasil

Publicada em 10/10/19 às 11:31h - 7 visualizações
Confirmada 1ª morte por chikungunya no ano em Pernambuco
Idoso de 83 anos morava no bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife

Rádio Cultura dos Palmares


 (Foto: Rádio Cultura dos Palmares)
Um idoso de 83 anos morador do bairro de Dois Unidos, na Zona Norte do Recife, é a primeira vítima fatal de chikungunya do ano em Pernambuco. A morte foi confirmada pela Secretaria de Saúde do Recife, que realizou a investigação do caso, nessa quarta-feira (9).

O idoso, que era portador de diabetes, morreu em 16 de junho em um hospital particular da Capital. O tempo entre a morte do paciente e a confirmação do motivo se dá por questões ligadas às análises laboratoriais que atestam os óbitos por arboviroses.



Boletim divulgado nessa quarta-feira (9) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) atualiza para 100 o número de possíveis óbitos por arboviroses notificados em Pernambuco entre 30 de dezembro de 2018 e 5 de outubro de 2019. Desse total, apenas cinco foram confirmados - sendo quatro por dengue e o caso do idoso morto por chikungunya.

Outras 52 notificações foram descartadas e as demais seguem sob análise. No mesmo período de 2018, aponta a SES-PE, foram notificados 78 óbitos suspeitos no Estado. O boletim atesta ainda 7.042 notificações de chikungunya no Estado no ano, dos quais 563 foram confirmadas e 4.335 descartadas. Houve um aumento de 135,5% em relação ao mesmo período de 2018, quando foram registrados 2.990 casos. Ao todo, 147 dos 185 municípios pernambucanos enviaram notificações.

Segundo a gerente de Vigilância Epidemiológica do Recife, Natalia Barros, a notificação da morte do idoso foi feita via declaração de óbito. "Essa morte foi recebida [pela Secretaria de Saúde do Recife] em agosto e encerramos a investigação agora. Temos um processo domiciliar e nas unidades de saúde para investigar o óbito", esclareceu.

O bairro de Dois Unidos é um dos oito da Capital com o maior número de focos de reprodução de mosquito, segundo dados mais recentes do Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), coeficiente de incidência de casos prováveis de arboviroses das últimas oito semanas. "É considerado risco muito alto. [O alerta] é um indicativo para direcionar as ações", acrescentou a gerente. Além de Dois Unidos, estão em alerta os bairros de Brejo de Beberibe, Nova Descoberta, Água Fria, Campina do Barreto, Estância, Cohab e Jordão.

Chikungunya
A chikungunya é um arbovírus transmitido pelo mosquito Aedes aegypti. Arbovírus são aqueles vírus transmitidos por picadas de insetos, especialmente mosquitos. Segundo o Ministério da Saúde, todas as faixas etárias são igualmente suscetíveis à doença. Porém, as pessoas mais velhas têm maior risco de desenvolver a dor articular (nas juntas) crônica e outras complicações que podem levar à morte. O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, mesmo tratada.

A infecção por Chikungunya começa com febre, dor de cabeça, mal estar, dores pelo corpo e muita dor nas juntas (joelhos, cotovelos, tornozelos, etc), em geral, dos dois lados, podendo também apresentar, em alguns casos, manchas vermelhas ou bolhas pelo corpo. O quadro agudo dura até 15 dias e cura espontaneamente. Algumas pessoas podem desenvolver um quadro pós-agudo e crônico com dores nas juntas que duram meses ou anos.

Principais sintomas
- Febre
- Dores intensas nas juntas, em geral bilaterais (joelho esquerdo e direito, pulso direito e esquerdo, etc)
- Pele e olhos avermelhados
- Dores pelo corpo
- Dor de cabeça
- Náuseas e vômitos

Cerca de 30% dos casos não chegam a desenvolver sintomas. Normalmente, os sintomas aparecem de dois a 12 dias da picada do mosquito, período conhecido como incubação. Depois de infectada, a pessoa fica imune pelo resto da vida.

Tratamento
O tratamento da chikungunya é feito de acordo com os sintomas, com o uso de analgésicos, antitermicos e antinflamatórios para aliviar febre e dores. Em casos de sequelas mais graves, e sob avaliação medica conforme cada caso, pode ser recomendada a fisioterapia.

Em caso de suspeita, com o surgimento de qualquer sintoma, é fundamental procurar um profissional de saúde para o correto diagnóstico e prescrição dos medicamentos, evitando sempre a auto-medicação. Os tratamentos são oferecidos de forma integral e gratuita por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). Recomenda‐se repouso absoluto ao paciente, que deve beber líquidos em abundância.


ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:



Parceiros

Copyright (c) 2019 - Rádio Cultura dos Palmares - Todos os direitos reservados